#TodosComDavid

#TodosComDavid
Clique e faça uma doação

Elo Amigo realiza capacitação para implantação do Sistema Simplificado de Irrigação

Rosa Nascimento 
Comunicadora Popular - Elo Amigo/ASA
Orós(CE)


O Instituto Elo Amigo realizou no dia 19 de junho, na comunidade Cabeça do Negro, no município de Orós, oficina de capacitação para implantação de um Sistema Simplificado de Irrigação, um implemento para o caráter produtivo do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA). Participaram monitores de SSIMA (Sistema Simplificado de Irrigação em Manejo de Água), agricultores/as beneficiários da cisterna-calçadão do P1+2, técnicos e coordenadores de projetos do Instituto.

O objetivo da oficina é capacitar técnicos e monitores/as de SSIMA para que orientem as famílias durante as capacitações e demais momentos formativos do programa para que elas possam implantar em seus quintais.

Na discussão inicial, o coordenador executivo do Elo Amigo, Marcos Jacinto, falou da importância da implantação do sistema para o manejo adequado da água. “Com a caixa as famílias têm como se planejar melhor”, disse, enfatizando que esta é uma das formas de economizar o recurso e planejar como e quando utilizá-lo.

Já o agricultor beneficiário da tecnologia, o seu Tadeu Lucas do Nascimento está pensando mesmo é nos benefícios que o sistema implantado vai trazer para sua família. Ele não tem dúvidas em relação ao manejo da água. Vai utilizar na produção de plantas medicinais e hortaliças. “A gente quer plantar coentro, cebola, pimentão, alface e outras plantas”, disse. Atualmente, a família dispõe de um pequeno açude, onde bebem os animais e um espaço para mais logo fazer uma barraginha. A ideia, segundo a família, é deixar a cisterna para os períodos mais secos, de acordo com as necessidades.

O Sistema Simplificado de Irrigação é composto por uma bomba elétrica que faz a sucção da água da cisterna, onde a mesma é conduzida atreves de canos a uma caixa d’água elevada de dois a três metros do chão sobre um suporte, que pode ser de madeira ou alvenaria. A caixa possui uma saída lateral que desce até o chão e abastece os ramais de irrigação, gotejamento e micro aspersão alternativa feita com palitos de pirulito ou garrafas pet.
Material utilizado:

Tubo de PVC de 50 ml e ¾; mangueiras de polietileno de ¾ e ½ polegadas, gotejadores microaspersores alternativos, caixa PVC de 500L, registros de 25 mm e ½ polegada, adaptadores, joelhos, disjuntor, eletrobomba de ½ cv, válvula para sucção, buchas, cola, fita isolante, fita veda rosca e cabo elétrico.